^25F30B0EE8C642FA1DE8EFB54CF65D6DA54C11D388CCE9566A^pimgpsh_fullsize_distr

A aliança do casamento

quinta-feira, 25 de maio de 2017 | 15079 acessos | Deixe seu comentário!

A aliança entre marido e mulher gera muitas promessas e muitos direitos. Ela provê o direito de permanecer com seu par como sua carne. Assim como a Igreja pertence a Jesus, e Ele à Igreja, o marido pertence à esposa, e a esposa, ao marido.

Na Bíblia, há muitos registros que explicam e estabelecem nossos direitos de aliança. Observemos alguns:

Ora, o Deus de paz, que pelo sangue do concerto eterno tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande Pastor das ovelhas. (Hebreus 13.20)

Guardai, pois, as palavras deste concerto e cumpri-as para que prospereis em tudo quanto fizerdes. (Deuteronômio 29.9)

Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma. Porque muito me alegrei quando os irmãos vieram e testificaram da tua verdade, como tu andas na verdade. (3 João 2,3)

Guardar a aliança é ter paz, prosperidade, saúde e verdade. Para andar na verdade, deve-se guardar a promessa de que ele e ela participam e a qual fizeram o voto de manter. Nesses últimos dias, sabemos que a prosperidade sairá das mãos dos ímpios para as dos justos. Para que isso ocorra, as alianças dos justos deverão estar na ordem divina, pois, assim, não haverá porta alguma que permita a entrada do inimigo para roubá-los.

A prosperidade não se restringe apenas ao plano financeiro. Nós, sendo povo de Deus, devemos prosperar em espírito, alma e corpo. O casamento perfeito, ou o plano de matrimônio ordenado por Deus, é aquele em que os cônjuges devem ser um em espírito, alma e corpo. O casamento precisa ter uma aliança de sangue virgem, na qual o amor e a verdade devem prevalecer.

O homem deve ser o ativo no amor, e a mulher, a que responde. Ela responde melhor à bondade, gentileza e ao amor puro e honesto. Quando uma mulher sente a proteção do homem e seu amor no plano da alma, então, ela pode entregar-se livremente ao esposo no plano físico.

Alguns maridos e algumas esposas se esquecem de que abraços e beijos durante o dia, ou no começo da noite, são importantes. Muitas vezes, o homem e a mulher são casados com a TV, com o jornal, com as crianças, o trabalho doméstico, o emprego, os passatempos e, algumas vezes, consigo mesmos. Frequentemente, esquecem-se da importância da comunicação entre os cônjuges. Um homem que ama verdadeiramente sua esposa sempre procurará achar tempo para ouvi-la, e ela irá mostrar-lhe a mesma consideração. Conversar é uma parte vital do casamento. Todos almejam tornar-se alguém importante nos pensamentos e nas decisões do cônjuge.

*Trecho do livro Até quando esperar, de Shelia Cooley

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *