Blog

Vivendo-como-um-cristão_banner

A preocupação do cristão com o invisível

quinta-feira, 31 de agosto de 2017 | 108 acessos | Deixe seu comentário!

Uma das características do cristão é preocupar-se com o sobrenatural. Permita-me usar a Ceia do Senhor como um exemplo disso. O que é um sacramento? É onde o invisível encontra e toca o visível. O momento no qual a eternidade entra em contato com a temporalidade. A Ceia do Senhor é um sacramento durante o qual o plano material é como um fino véu que encobre o espiritual, e o temporal é como um prato no qual servimos o que é eterno. Assim crê o cristão.

Existem duas escolas de pensamento centradas no sacramento da Ceia do Senhor. A primeira entende que os elementos, na verdade, tornam-se palpáveis – o invisível se torna visível. Segundo essa visão, quando você pega o pão na bandeja, está conscientemente tocando e levantando o próprio corpo de Jesus nascido de Maria. Essa teoria não parece digna de uma resposta séria.

A segunda escola de pensamento acredita que o invisível está presente no visível, sob ele e por trás dele. Eu creio nisso. A presença sorridente do Filho de Deus está onde há os olhos da fé. É possível descobrir de onde vieram o pão e o vinho usados na Ceia do Senhor, afinal somos nós quem os compramos. Não existe nada de mágico nisso. O pão poderia ter sido usado para alimentar os pássaros, assim como qualquer pecador poderia beber de uma taça do vinho. Contudo, mesmo não se tratando de algo sobrenatural, pode-se tirar uma lição prática disso. A Ceia estabelece o espiritual em termos materiais, o eterno em termos temporais. Onde quer que a fé esteja presente, nós nos tornamos capazes de tocar e manusear o invisível.

A celebração da Mesa do Senhor ilustra isso muito bem. Até mesmo na Igreja primitiva, alguns cristãos se deixavam envolver tanto com as coisas materiais a ponto de não reconhecerem as espirituais. Eles bebiam o vinho e desfrutavam dele; comiam o pão até ficarem empanzinados. Nesses momentos, eles não estavam colocando sua fé no sobrenatural, pois não discerniam o corpo do Senhor (ver 1 Coríntios 11.29,30).

Note que, ao longo da Palavra, principalmente nos escritos do apóstolo Paulo, os cristãos eram admoestados a não comerem nem beberem a Ceia do Senhor como algo meramente carnal. Esse aviso fora necessário porque, para muitos, o sacramento havia se tornado apenas uma refeição a ser saboreada. Esse pensamento materialista entristeceu o Criador. A Ceia do Senhor tem um significado além de elementos materiais. Para um homem ou uma mulher de fé, essa é porta material por meio da qual se alcança o espiritual.

A fé reconhece a presença do espiritual, do invisível e do eterno. O cristão extraordinário sobre quem Pedro escreveu coloca a sua fé naquilo que não pode enxergar, de modo a torná-lo visível.

* Trecho do livro Vivendo como um cristão, de A. W. Tozer

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Receba as novidades da Graça Editorial diretamente no seu e-mail.

Você poderá participar de sorteios de brindes e vales descontos.

Nome completo
E-mail *
×