imgpsh_fullsize (1)

Nona razão por que todo crente deve falar em outras línguas

quarta-feira, 25 de abril de 2018 | 216 acessos | Deixe seu comentário!

Razão número 9

Devemos orar em línguas, a fim de dar graças a Deus.

 

1 CORÍNTIOS 14.15‑17

15 Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com o espírito, mas também cantarei com a mente.

16 E, se tu BENDISSERES apenas EM ESPÍRITO, como dirá o indouto o amém depois da tua AÇÃO DE GRAÇAS? Visto que não entende o que dizes;

17 porque tu, DE FATO, DÁS BEM AS GRAÇAS, mas o outro não é edificado.

 

 

Deixe‑me ilustrar esses versículos. Se, por exemplo, você me convidasse para um almoço e dissesse: “Irmão Hagin, dê as ‘graças’ pela refeição”. Se eu orasse em línguas, você não entenderia nem seria edificado.

Por isso, Paulo disse que, em uma situação dessas, seria melhor orar com o entendimento. Se eu orasse em línguas, seria necessário interpretar para você saber o que foi falado. Assim, você também seria edificado, pois Paulo disse: Porque tu, de fato, dás bem as graças, mas o outro não é edificado (1 Co 14.17).

Em outras palavras, orar em línguas é a melhor maneira de dar graças. Contudo, na presença de pessoas que desconhecem essa bênção, ore com o seu entendimento, a fim de que elas também sejam edificadas. Oferecer suas ações de graças com seu entendimento permite que as pessoas sejam edificadas, pois elas compreenderão o que você está dizendo.

Atente para as palavras de Paulo em 1 Coríntios 14.17. Ele disse que orar em línguas é o modo mais perfeito de render graças a Deus. O apóstolo falou que, quando você dá graças em outras línguas, [] tu, de fato, dás bem as graças […] (1 Co 14.17).

 

Leia mais no livro: O Espírito Santo e Seus dons.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *