Blog

Missionário-RR-Soares_banner

O erro de temer o inimigo

quinta-feira, 27 de julho de 2017 | 231 acessos | Deixe seu comentário!

E passará a Judá, inundando-o, e irá passando por ele, e chegará até ao pescoço; e a extensão de suas asas encherá a largura da tua terra, ó Emanuel. (Isaías 8.8)

O reino de Samaria, contaminado pela idolatria e feitiçaria reinante na Terra da Promessa, aplaudiu a decisão de Pecas, seu rei, de se unir a Rezim, rei da Síria (Is 7.1). Por estar fora da Palavra, o povo se deixou levar pela bravata do monarca sírio. A união aconteceu para tomarem Judá, repartindo o seu território. O Todo-Poderoso ouviu isso, mas Acaz, rei de Judá, que estava desviado dos caminhos de Deus, rejeitou a oferta divina e buscou ajuda dos reis da Assíria (2 Cr 28.16).

Com o Senhor, há segurança, prosperidade e paz. Porém, quando se dá as costas para Ele, certamente, as piores loucuras ocorrem. Por que trocar o manancial de águas vivas pelas cisternas rotas, as quais não retêm água alguma (Jr 2.13)? Por que entregar ao inimigo o senhorio da sua vida? Melhor mesmo é curvar-se ante Aquele que é amoroso e Todo-Poderoso, o qual nos tem feito inúmeras promessas. É tempo de reflexão! Veja o que as suas atitudes têm lhe causado. Deus é perdoador (Sl 86.5)!

O decreto já estava assinado. A Assíria destruiria tanto a Síria, a inimiga de sempre do povo do Senhor, como o reino do Norte. Que preço pagaram por uma decisão ruim! Quem poderia ter feito os descendentes de Jacó se virarem para os ídolos e buscarem algum bem, se nestes só há maldade? Fato idêntico ocorre em nossos dias. Há filhos de Deus em práticas abomináveis, com a permissão de pais que conheceram o Senhor. A conta virá!

O Altíssimo permitiu que a Assíria se lançasse sobre o reino da Síria e de Samaria. No entanto, avisou que Judá também sofreria por ter desprezado as águas de Siloé, que correm brandamente, mas têm poder para guardar e dar a vitória (Is 8.6). Agora, viriam águas do Eufrates, fortes e impetuosas, para inundar a terra da casa de Davi (Is 8.7). Isso ocorreu nos dias de Ezequias, filho de Acaz, e aquele reino só não foi destruído, porque reinava um que era temente a Deus. Ele e Isaías oraram.

A obra de destruição que os assírios fizeram naquelas duas nações foi enorme. O primeiro a sofrer a derrota de Tiglate-Pileser foi o bravateiro Rezim, homem místico e adorador do diabo. A rebelde Samaria levou mais alguns anos; porém, nos dias de Salmaneser, novo rei assírio, viu a sua desolação chegar. Oseias era o rei então, e seu povo foi levado cativo e espalhado por muitos territórios e nunca mais voltou para casa (2 Rs 17.6). Misericórdia!

Não brinque com o que é espiritual, provocando, assim, a ira do Senhor, pois, quando o diabo requerer o pagamento pelos atos imundos praticados com a ajuda dele, o preço será alto. Quem se curva para receber ajuda do Inferno passa a servir a Satanás. Se não se arrepender, seguirá como ovelha muda para o matadouro, e nunca mais se reerguerá. Renda-se ao Espírito de Deus e verá o quanto Ele é bom.

Aceitando a vontade divina, você jamais receberá notícia triste da parte do Senhor. Caso alguma coisa má esteja lhe acontecendo, fale com Deus e siga a orientação dEle. O Santo Espírito o lembrará do que foi dito, e, em o Nome de Jesus, você fará retroceder o ataque diabólico. A sua atitude para com a Palavra de Deus o levantará. Não cometa o erro de temer o inimigo!

Em Cristo, com amor,

R. R. Soares

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Receba as novidades da Graça Editorial diretamente no seu e-mail.

Você poderá participar de sorteios de brindes e vales descontos.

Nome completo
E-mail *
×