O-poder-do-amor-1_banner

O Poder do Amor

sexta-feira, 29 de março de 2019 | 127 acessos | Deixe seu comentário!

O amor triunfa sobre a ofensa

Alguém pode dizer que o predomínio da ofensa – a falta de perdão, a amargura e o ódio – é um sinal dos tempos em que vivemos. Com relação aos últimos dias, quero examinar uma passagem na segunda epístola de Paulo a Timóteo.

2 TIMÓTEO 3.1-5 (NVI)

  • Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
  • Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios,
  • sem amor pela família, irreconciliáveis, calunia- dores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
  • traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus,
  • tendo aparência de piedade, mas negando o seu Afaste-se desses também.

Apesar de todas as formas por meio das quais podemos ficar magoados e de todas as razões pelas quais guardamos a falta de perdão em nosso coração, há uma verdade restauradora e eterna que sobrepuja o pecado e as trevas do mundo ao nosso redor – e a verdade é que o amor triunfa sobre a ofensa.

1 CORÍNTIOS 13.4-8 (ARA)

  • O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece,
  • não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal;
  • não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade;
  • tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo
  • O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará.

Aqui, vemos a descrição do amor de Deus e o tipo de amor que devemos demonstrar pelo outro.

Observe que o apóstolo não diz, por exemplo, que o amor tudo espera; é benigno e paciente – contanto que ninguém me faça passar por momentos difíceis. Não! Esses versículos bíblicos de 1 Coríntios 13 aplicam-se a nós independentemente do que a outra pessoa nos fez.

Você alguma vez já notou, ao ler essas passagens, que o amor nunca ofende ou é ofendido? Percebo que todos nós, de tempos em tempos, dizemos ou fazemos algo desagradável que não deveríamos ter dito ou feito – ou, de forma não intencional, magoamos alguém. No entanto, devemos, de maneira constante, crescer em amor e fazer do caminhar em amor nosso maior objetivo.

Cresci em um lar onde vi o amor divino demonstrado pelo meu pai. Ao ser pastor e, então, um ministro itinerante, ele sofreu todos os tipos de injustiças e maus-tratos por parte dos outros. Porém, fez do ato de andar em amor e recusar a ofensa – de qual natureza fosse – sua prática. Ele me dizia com frequência: “Filho, sempre pegue a estrada mais difícil da vida. Qualquer um pode afundar-se na lama da estrada mais fácil”.

O amor fará você superar a ofensa

O amor de Deus, ou esse amor em você, irá protegê-lo, fortalecê-lo e ajudá-lo a superar as ofensas que surgirem em seu caminho. Se andar nesse amor consistentemente, você não guardará a mágoa quando ela vier.

Permitir que o amor divino opere em nós também irá elevar-nos a um nível mais alto na vida espiritual. Andar no amor do Pai, de modo constante, permitirá que nos libertemos das atitudes e dos hábitos do passado, e irá ajudar-nos a subir a um estilo de vida nunca experimentado por nós.

Vejamos algumas características do amor de Deus em 1 Coríntios 13.4-8, as quais nos manterão na “estrada mais difícil”, bem acima dos problemas da “estrada mais fácil” da amargura, falta de perdão e ofensa.

 

Trecho extraído do livro Evite a armadilha da ofensa (p. 129-132), de Kenneth W. Hagin, publicado pela Graça Editorial.

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *