O-poder-do-desejo-positivo_banner

O poder do desejo positivo

sexta-feira, 8 de março de 2019 | 302 acessos | Deixe seu comentário!

Se o livro de T. L. Osborn fosse resumido em um versículo, seria: Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração (Sl 37.4). Qual é o desejo do seu coração? Descrevendo-o é possível atingir o ponto mais elevado de vida plena. Osborn apresenta O poder do desejo positivo, que começa definindo a conformidade como um estado de retrocesso, pois Deus nos destinou à vida zoe, vida abundante (Jo 10.10) – e ela inclui riqueza. A riqueza está dentro de nós, e nada neste mundo pode tirar de nós o estilo de vida de dignidade, realeza divina e autoestima, diz ele . Se alguém está preso em si mesmo, sentindo-se embarreirado, o Evangelho é a chave para o melhor dessa pessoa vir à tona, saindo dos escombros da limitação .

Osborn detalha o processo de concretizar alvos: desejar o melhor, inquirir sobre o caminho do Senhor, aspirar às Suas bênçãos, requerer a abundância, transpirar se necessário para alcançar os recursos, adquirir o estilo de vida e, então, inspirar outros. Quando decide realizar esse processo, o cristão experimenta uma transformação da mente, na medida em que compreende a visão positiva de Deus sobre o Seu povo (Sl 84.11b). Na hora em que escolhe se dissociar da mediocridade, você está pronto para voar na direção da excelência e inspirar outros a fazer o mesmo. É uma jornada libertadora dos conceitos medievais! A vontade divina é que as pessoas conheçam e realizem Seus planos. Contudo, muitas ficam tão envolvidas consigo mesmas e com a luta pela existência que se perdem em persistir . É uma batalha a ser vencida na mente, o segredo é desejar o que Deus deseja.

Falsa religião – Os hindus acreditam que a condição de alguém é imutável, por isso se lamentam ao máximo – é um ritual. Mas o cristão tem outro roteiro: ninguém nasceu para a mediocridade, improdutividade, pobreza ou vergonha ! É na mente que você vence qualquer mediocridade , e o agente de transformação de sua trajetória está em seu interior, colocado ali pelo Autor da Vida! Enquanto a falsa religião convive pacificamente com a penúria, induzindo a pessoa a ter cuidado com as riquezas, o cristianismo aponta para a prática da fé positiva para a vida abundante da parte de Deus. Por causa disso, as pessoas prosperavam e eram generosas.

Massas inteiras foram monopolizadas para aceitar e conviver com a necessidade, e clérigos inventaram doutrinas que atribuiriam santidade à pobreza . Ao tolerar esse quadro estabelecido por dogmas eclesiásticos manipuladores, você se deixa levar por ideias que nada tem a ver com a Palavra, pois desejar uma vida melhor não é cobiça ou inveja! Dê um basta na síndrome ‘santificada’ de inferioridade . Se Deus atribuiu tanto valor a você a ponto de dar o Seu próprio Filho (Jo 3.16), como você poderia venerar a pobreza e endeusar sua escassez? Oprimidas por conceitos equivocados, as pessoas se retraem e morrem por dentro.

É tempo de desejar, voltar à essência e assumir a atitude proativa no Reino de Deus, como o Senhor Jesus ensinou: pedir, buscar, bater (Mt 7.7,8a). De onde surgiu a ideia de que devemos contentar-nos com nada? , pergunta Osborn. Não foi no coração do Senhor. O apóstolo Paulo desejou que os irmãos não necessitassem de coisa alguma (1 Ts 4.12) . O Senhor deseja que vivamos a abundância, inclusive material  – e, ao fazer de Sua vontade a nossa prioridade, estamos nessa direção (Mt 6.33). Discipline-se a seguir o seu alvo! Se até o incrédulo prospera ao usar esse princípio, quanto mais um filho de Deus! Há quem associe a vida abundante e as riquezas a “menos espiritualidade” . No entanto, o Todo-Poderoso é quem destina riqueza aos Seus filhos, e quer que eles sejam bem sucedidos na proclamação do Evangelho. Qual é a sua real motivação em obter riquezas? Dependendo da resposta, sua causa pode ser vazia, por isso você não as obtém.

Fala-se tanto em “leis do sucesso para a riqueza”, porém elas são uma réplica dos princípios bíblicos que ficaram soterrados por teologia negativa. Embora a ciência secular tenha se apropriado desse conhecimento, é tempo de a Igreja entender que não vem de Napoleon Hill ou qualquer outro a promessa de riqueza, mas de Deus. Livre-se de superstições! Só você pode limitar o agir do Soberano em sua vida. Rejeite esses tabus, exerça a fé positiva e chegue à realização plena . O poder do desejo positivo é a fé em ação. Enquanto o budismo atribui o controle mental à ausência total do desejo, a proposta de Deus é que você seja pleno, e que seu desejo seja resultado de sua percepção alinhada à dEle . Deus quer que você seja extraordinário , com pensamentos e atitudes de um vencedor . Tenha em mente que a abundância vem da Casa do Senhor . Alinhado à vontade do Pai, Osborn propõe que você liste seus alvos e os leia em voz alta diariamente. O desafio dele é que você sonhe, aspire e se esforce na direção do seu sonho.

A religião natural associa penúria e piedade, sofrimento e santidade, fardos e humildade, chamando isso de evidências de fé piedosa, e classificando o bem-viver como uma espécie de “pré-condenação” . Que distorção! Jesus ensinou exatamente o contrário (Mt 6.10): as riquezas existem para serem usadas na Terra, e não no Céu, onde não há utilidade para elas. Deus recompensa a fé agora e no Céu também . Porém, não há como realizar um sonho se você não o sonhar. Jogue fora definitivamente os tabus religiosos sobre bênçãos e felicidade e assuma a abundância que Deus lhe destinou. Em geral, os críticos desse princípio são sovinas e se esforçam em guardar o máximo para si, entretanto só conseguem o vazio. As coisas boas da vida existem para serem desfrutadas, e só a cegueira em relação a si mesmo pode impedir isso de acontecer. Se alguém reduziu seu valor, sua autoestima, e você se sentiu humilhado e fracassado, o Mestre veio para levantá-lo e levá-lo a um caminho de vitória . Leia de novo, absorva, fale em voz alta! Creia e avance pela fé rumo ao seu alvo.

 Bênçãos celestiais – A saúde, a felicidade, o sucesso e a satisfação são ideias de Deus, lembra Osborn. Ele quer que você as deseje . Como você vai requerer o que não conhece? É a razão desse livro – o autor convida a dar passos em direção à herança que Deus tem para nós ainda aqui: Ouse arriscar tudo e tome posse da bênção . Alguns confundem a questão do mérito em obter riquezas com o merecimento da graça. Supere essa confusão agora mesmo: claro que não somos merecedores da graça de Deus – por isso se chama graça! Todavia, ela já nos foi dada, e tudo que ela proporciona está à nossa disposição! A graça abre caminho para todas as bênçãos celestiais do Reino de Deus, e você é convidado a conhecer que posição ocupa nele . É como ter uma canção nova dentro de você – a canção dos vencedores! Resolva que nunca permanecerá congelado, irrealizado. A matéria dentro de você é a melhor, desafia Osborn. Sua escolha vai determinar se sua vida será uma tragédia ou um triunfo . Há um motivo mais elevado em conhecer e requerer o que o Criador inspira, e assim adquirir o que Ele deseja: ser canal de bênçãos para o mundo. Hoje é o seu dia, frisa T.L. Osborn – dia de mudar para o time vencedor .

Ao orar a Deus tenha fé para receber o que pede . Você conhecerá a liberdade que advém de abrir mão das antigas ideias e restrições, e a multiplicação e o poder dessa nova condição interior, ficando evidente na sua vida ! Deus tem mais para o Seu povo: saúde, segurança, prazer, realização, , forças, vida – até mesmo a boa forma e a boa aparência –, tanto quanto sucesso, tranquilidade e paz. Além de felicidade manifesta em áreas relacionais. Sua pequenez se dilui na grandeza do Pai celeste, e o seu impossível é absorvido pelo possível dEle ! Jesus transforma a derrota em vitória quando o poder do desejo positivo se manifesta em fé.

Isso não significa que não haverá esforço de sua parte – é preciso transpirar , perseverar na promessa de Deus, ainda que tudo pareça contrário . Osborn nos desafia a abandonar os argumentos de derrotados e dizer sim aos sonhos. Ele próprio foi desafiado diretamente , e se dedicou a vivenciar plenamente seu sonho, com sua esposa, em quase 70 nações! A religiosidade enfatiza que as pessoas são más, e o humanismo que são boas, no entanto o princípio da mensagem divina é a seguinte: a essência humana restaurada em Deus ultrapassa limitações e nos leva ao ponto mais alto, porque Deus é bom – e isso é para todos que creem, é para você . Experiências maravilhosas aconteceram a Osborn e à Daisy em manifestação a essa fé, mudando a história de muitos. Desafio parece ser a palavra favorita de Osborn: é o que nos fala para fazer , sem nos retrairmos, pois tudo é possível ao que crê (Mc 9.23) .

Deus o convida a agir, não apenas concordar , ou ser passivo e aprendiz. Você nasceu para ter fé e para a ação , essa é a senha que leva você ao sucesso e à felicidade aos quais foi destinado. E nada é tão inspirador como saber que Deus está operando em nossa vida  – milagres, abundância e plenitude nEle . Entusiasmar outros a viver plenamente é algo que começa em cada um de nós, quando somos inteiros no Altíssimo.

Osborn eleva o conceito de inspiração a uma atitude seguida de ações diretas, isso é o que devemos almejar também. Proclamar as Boas Novas é a maior forma de inspiração que pode resultar de experimentar o poder do desejo positivo no mais alto grau, pois a salvação que há em Jesus dá vida àquele que crê. Atingimos o modo de inspiração supremo no momento em que Deus nos torna em inspiração. Somos preparados a cada dia para espelharmos Jesus, em comunhão plena com Ele . Ao compreender o poder do desejo positivo, você está pronto para se livrar das amarras do engano e declarar, como Osborn: Creio no bem e almejo o bem, porque creio em Deus. É justo que eu desfrute do Seu melhor. É assim que começa o novo capítulo de sua história!

Autor da resenha: Etiene Arruda (colunista)

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *