Salmo-22_banner

Um trono para o Rei

sexta-feira, 5 de julho de 2019 | 215 acessos | Deixe seu comentário!

Contudo, tu és santo, entronizado entre os louvores de Israel.

Salmo 22.3 – ARA

Aqui está uma revelação que pode revolucionar nossa atitude com relação à oração e à adoração: o trono sobre o qual Deus Se assenta são os louvores do Seu povo. No Céu, Deus já tem um trono eterno estabelecido. Entretanto, quando Ele deixa Seu trono celestial para estar com o Seu povo na Terra, então os nossos louvores tornam-se o Seu trono. Deus é Rei para sempre, quer O louvemos ou não. Não fazemos dEle um rei louvando-O, mas oferecemos a Ele o trono que lhe é devido.

Jesus prometeu aos Seus discípulos: Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles (Mt 18.20). Sua presença em nosso meio é garantida. Depende de Sua fidelidade, não da nossa resposta. No entanto, quando Ele vem ao nosso meio como Rei dos reis e Senhor dos senhores, é correto e apropriado que respondamos a Ele como Rei.

Como Rei, Ele merece um trono. Nada é mais apropriado para Cristo, e é um privilégio para nós oferecer-lhe um trono. Quando O louvamos, exaltamos e glorificamos o Seu Nome e a Sua majestade, reconhecemos Sua realeza e respondemos, de modo adequado, oferecendo-Lhe o trono que lhe é devido.

Essa resposta de louvor Àquele a quem adoramos, além de ser apropriada, também muda nossa atitude e amplia nossa fé. Quanto mais o louvamos, mais claramente compreendemos Sua sabedoria e Seu poder divinais.

Logo, não é preciso esforço para exercitar a fé nas respostas das nossas orações. Torna-se natural crer que esse glorioso Rei deseja fazer o que lhe pedimos e que Ele é capaz de fazê-lo.

Resposta de fé

Ajuda-me, Senhor, para que eu nunca deixe de Te oferecer o trono de louvor que Te é devido.

 

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (0) (média: 0,00 de 5)
Loading...Loading...

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *