Voz-de-um-profeta-WEB

Sinopse

Esse livro é composto de uma coleção de sermões nunca antes publicada. Nele, Tozer analisa a vida e o ministério de Elias, Eliseu, João Batista e outros profetas bíblicos. O autor declara que um mensageiro celestial não se voluntaria para esse of ício, mas recebe um chamado singular, para suprir a necessidade absoluta da Igreja de exercitar o ministério profético.

Tozer explica que um dos principais elementos da Igreja do Novo Testamento eram os profetas – instrumentos usados por Deus para conduzi-la durante momentos turbulentos e evitar práticas heréticas. As heresias tiveram início, praticamente, no dia em que a Igreja nasceu.

Segundo esse renomado escritor, ao lermos o Novo Testamento e acompanharmos o início da história da Igreja, observaremos que ela foi bem-sucedida à medida que ouvia a voz desses servos do Altíssimo. Contudo, quando não a escutava, afundava-se rapidamente em doutrinas contrárias aos ensinamentos da fé cristã, algumas das quais permanecem até hoje.

A paixão e o amor de Tozer pelo Corpo de Cristo o levaram a bradar em desespero pela necessidade de surgirem novos profetas. Ele pergunta: Onde estão os arautos de Deus para conduzir o Corpo de Cristo através do lamaçal de heresias que nos cercam?.

Os profetas eram vitoriosos à medida que a Igreja os escutava. No entanto, a sua voz raramente é ouvida nos dias atuais, não pelo fato de eles não estarem falando em Nome de Deus, e sim porque os alaridos e ruídos de nossa cultura invadiram as igrejas e afugentaram seus membros.

Uma vez que a Noiva de Cristo não escuta os anunciadores do Senhor, ela corre o risco de cair em um atoleiro de doutrinas sem fundamento bíblico. Para Tozer, um ministério profético vai muito além de sua geração, e a veracidade de um profeta é atestada em sua mensagem, a qual transcende gerações e permanece viva mesmo quando o mensageiro morre.

Eis o anseio de Tozer quanto ao futuro da Noiva do Senhor: É chegada a hora de ouvir, uma vez mais, a voz de Deus por intermédio de Seus arautos. Não se produz um profeta; este é chamado e enviado pelo Senhor. Uma das minhas paixões é tornar a ver o Pai celestial no centro da Sua Igreja, sendo exaltado e glorificado, afastando todas as coisas contrárias à Sua santidade.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *